O amor pode ser medido? Claro! E ele cabe direitinho em um frasco de 10ml! Os portadores de leucemia e outras doenças no sangue só dependem disso: 10 ml do mais puro amor. Pense nisso!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Aprender a direcionar as emoções!!!


Nossa cultura promove atitudes muito negativas quanto às doenças, como se estar doente fosse algum sinal de fraqueza ou de deficiência pessoal. Essas atitudes fazem com que as pessoas se sintam envergonhadas de estarem doentes, especialmente se a doença for grave. Isso pode levar o paciente a sentir culpa por estar doente e mesmo a se desprezar por esse motivo. Às vezes, familiares e amigos de uma pessoa com alguma doença fatal se afastam da pessoa, exatamente na hora em que ela mais precisa de amor e apoio.

Há uma espécie de segredo que envolve a doença, e isso fere a todos nós. Ele faz com que o doente se sinta isolado e infeliz. Faz também com que os parentes e os amigos se sintam desvinculados do seu ente querido. Ao tentar evitar falar naquilo que é tão importante para elas, cada pessoa se sente não só amendrontada e na defensiva, como sozinha.

Não estou sugerindo que você pare as pessoas na rua para falar sobre seu problema de saúde, mas que fale, sim, sobre ele com alguém. Não guarde reprimido no seu íntimo aquilo que você está vivenciando. Não exclua aas outras pessoas.

Quando nos abrimos, aqueles que estão próximos são solícitos e receptivos, e nos sentimos muito melhor a respeito de nós mesmos. É preciso que alguém cuide de nós, Realmente ninguém consegue lidar sozinho com doenças graves ou prolongadas, por mais auto-suficiente que a pessoa possa ter sido.

Uma doença prolongada pode ser devastadora para suas emoções. O segredo está em aprender a direcionar suas emoções, em vez de se deixar levar de um lado para o outro por seus sentimentos instáveis.


Não podemos controlar nossas emoções apenas pela força de vontade ou determinado que é isso o que queremos. Se você um dia tentou abandonar algum hábito como o de roer unhas, sabe que não se consegue com a ordem “Pare de roer as unhas”. É preciso entender em nível emocional o motivo pelo qual estamos tendo determinado comportamento e qual é o objetivo do que estamos fazendo. Às vezes, temos conhecimento consciente disso e às vezes sabemos disso conscientemente.

Direcionar nossas emoções envolve elaboração emocional das questões que enfrentamos. Exige ter suficiente espaço emocional, por assim dizer, para lidar com essas questões sem nos deixarmos dominar por elas. Com “espaço emocional” quero dizer que não estamos atrelados a uma forma específica de sentir e de pensar, que podemos enxergar alternativas e estabelecer relações com elas. Podemos exercer uma influência considerável sobre as nossas emoções quando reconhecemos que podemos fazer escolhas emocionais.


Quando estamos passando por uma experiência e ela é significativa ou envolvente em termos emocionais, costumamos ficar imersos nela. Às vezes, a experiência é tão empolgante que somos totalmente dominados: concluímos ser impossível parar de pensar nela. Quando estamos doentes, precisamos aprender a ser tanto participantes quanto observadores daquilo que está acontecendo conosco.

Quero deixar claro que não estou sugerindo que devamos evitar vivenciar o que estamos vivenciando. Se estamos com raiva, frustrados, desgostosos, magoados, desesperançosos, seja lá como estivermos, devemos nos permitir sentir essa realidade - mas sabendo também que podemos nos desapegar dela. Se você não se permitir vivenciar realmente o que está acontecendo, não ficará claro do que é que você está se desapegando. Pense nisso!


Aceite suas dúvidas quanto à sua capacidade de realizar qualquer mudança no seu estado emocional. Mas não desista. É possível que você se surpreenda.
Eli Amorim - Liga da Medula Óssea.

3 comentários:

giselepontes disse...

Eli,
Como você é uma pessoa especial . Uma jóia rara aos olhos de Deus. Estava navegando na internet e sem querer caí no seu blog. Coincidência, não sei . Só sei que Deus nos leva a caminhos nunca antes sonhados. E que ele nos transforma.Hoje, por um acaso estava pensando na relação doença e sentimentos.Acredito que as doenças que colecionamos vem a ser o somatório de sentimentos que não conseguimos nos desprender, tranformar. Depurar em nosso organismos.
Abraços,

GISELE.

Nova Civilização disse...

Eli,
Como você é uma pessoa especial . Uma jóia rara aos olhos de Deus. Estava navegando na internet e sem querer caí no seu blog. Coincidência, não sei . Só sei que Deus nos leva a caminhos nunca antes sonhados. E que ele nos transforma.Hoje, por um acaso estava pensando na relação doença e sentimentos.Acredito que as doenças que colecionamos vem a ser o somatório de sentimentos que não conseguimos nos desprender, tranformar. Depurar em nosso organismos.
Abraços,

GISELE.

***Eli Amorim*** disse...

Obrigada Gisele,

Fico contente que tenha lido o blog, que não é só meu, é nosso!!!
Espero que nos visite mais vezes. Vc tem razão quando diz que não conseguimos depurar os sentimentos, a doença, os medos, e estes por sua vez, acabam que fazendo parte de nossa vida, sendo que não é o que realmente queremos. É uma boa reflexão!!!

Beijos...

Related Posts with Thumbnails

Uma bolinha de sabão brilhando no céu!

Uma bolinha de sabão brilhando no céu!
Quando eu não mais existir,
Procure-me nas flores,
Eu serei o perfume daquela que você tocar.
Quando eu não mais existir,
Procura-me nas estrelas,
Eu estarei naquela que você olhar,
Quando eu não mais existir,
Procura-me nas noites frias,
Eu serei o orvalho que beija teus lábios,
Quando eu não mais existir,
Procura-me nos lagos,
Olhe e eu estarei na sua própria imagem para contemplá-lo,
Quando eu não mais existir,
Procura-me na escuridão da noite,
Eu serei o único raio de luz que como milagre surgirá para te iluminar,
Quando eu não mais existir,
Procura-me na chuva,
Para molhar teu rosto,
Quando eu não mais existir,
Procura-me nas bolinhas de sabão que surgirão nos céus,
E serei eu que vim até ti para fazer um carinho,
Quando eu não mais existir,
Procura-me no mar,
Eu serei as ondas que vem ao seu encontro para abraçar-te,
E para te dizer "estou aqui"
....Do seu lado...

Liga do bem... Faça parte você também!

;