O amor pode ser medido? Claro! E ele cabe direitinho em um frasco de 10ml! Os portadores de leucemia e outras doenças no sangue só dependem disso: 10 ml do mais puro amor. Pense nisso!

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Mamães da Liga!!!

Estamos em plena véspera do dia das mães e como não poderia deixar de homenagear pessoas tão queridas, tão solidárias que fazem parte desta grande família que é a Liga da Medula Óssea, cada uma delas que eu citar aqui, tem um jeito diferente, um olhar diferente, um andar diferente, mas todas se igualam em uma única coisa... O AMOR INCONDICIONAL, o amor de mãe...
Vou começar por onde alfabética, hein meninas... Vamos lá... Aos poucos vai surgindo as nossas mamães mais lindas deste mundo...

A primeira da nossa lista chama-se Carolina Madeira, mulher de fibra, de atitude, de olhar penetrante, da fala mansa, meiga, carinhosa, inteligente, cautelosa, cheia luz... Uma mulher que mesmo na dor, sorria pra gente, e que ao chegar em casa, não dispensa aquele cházinho, aquele carinho pro corpo... Expressão essa que ela sempre me dizia... Mulher que fazia das tripas coração para não ver seu filho sofrer, que ensinava e ensina, que ria com as brincadeiras do Robertinho e ficava brava com as travessuras da Jaqueline, mas sempre que a reprendia, logo olhava para a Jackie com um olhar que dispensa qualquer bronca, que amansa qualquer fera.


A segunda da lista é a Celeste, irmã da Carolina, não cheguei a ter tanto contato assim como tinha com a Carol, mas no pouco contato, percebi que é uma mulher forte, cuidadosa com os filhos, amorosa, inteligente, com personalidade única, não teme o que tiver que enfrentar, pelos filhos André Vinícius e Lucas Eduardo ela vira um leão para defendê-los.



A terceira é a nossa querida Dra. Abelhinha, que linda pessoa, pessoa iluminada, carinhosa, uma mulher forte, divertida, inteligente, alegre, alto astral, não pensa duas vezes se alguém precisar dela, é uma mulher que se divide entre a personagem Dra Abelhinha e a mãe Lilian, mas seu filho Thiago sabe que as duas são uma só...elas tem muito amor no coração, aliás elas têm um coração de mel.



A quarta é a Iramaia Neri, uma mulher de fibra, forte, vaidosa, carinhosa, inteligente, não foge da luta, não é de falar tanto pelo pouco que conheço, mas o olhar fala por ela...tanto aposto nisso, que o pequeno Leandro, a entende pelo olhar...


A quinta é a Pat Etiqueta, uma mulher corajosa, forte, carinhosa, inteligente, humilde, nossa artista de mil e uma utilidades, assume e corre riscos, mas tudo por um bom motivo, um dos motivos é o Lippe, como ela chama o filho maior que ela, que às vezes me dá a impressão é que, ele que cuida dela, não por ela não morar com ele, mas pelo jeito "doidinho" que a gente conhece da Pat. A Etiqueta é uma mulher de fibra, como uma das poucas mulheres que já conheci, é responsável, tem um coração maior que o mundo, é capaz das maiores loucuras para provar ou abraçar um causa, digo isso pela tatuagem feita recentemente...Ah, Pat Etiqueta, quantas etiquetas teríamos que juntar pra ter outra Pat Etiqueta em nossas vidas? Eu respondo: - Nenhuma, você é insubstituível!!!


E a nossa sexta mamãe é a Pat Sousa, essa é uma mamãe vaidosa, nossa enfermeira voluntária, uma mulher de personalidade forte, carinhosa com os filhos, Bianca, Fernanda e Luiz Fernando, cuidadosa, inteligente, uma mulher de raça, de traços marcantes, de olhar vibrante, digna de uma mulher do oriente, quase uma Maya do Caminho das Índias, mas é aqui mesmo no Brasil que ela vive...perto dos filhos...perto da gente.



E para as outras mamães que estão chegando agora para a Liga, segue essa pequena e singela homenagem...


Mãe carinhosa, mãe dengosa

Mãe amiga, mãe irmã

Mãe sem ter gerado é a mãe de coração

Mãe solidão,

Mãe de muitos, mãe de poucos

Mãe de todos nós,

Mãe das mães

Mãe dos filhos

Mãe-pai: duas vezes mãe

Mãe lutadora e companheira

Mãe educadora, mãe mestra

Mãe analfabeta, sábia mãe

Mãe dos simples e dos pobres

Mãe dos que nada têm e dos que tudo têm.

Mãe do silêncio, mãe comunicação

Mãe dos doentes e dos sãos

Mães dos que plantam e dos que colhem

Mãe de quem nada fez e de quem compra feito

Mãe de quem magoou e de quem perdoou

Mãe rica, mãe pobre

Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram

Mãe dos guerreiros e dos guerreados

Mãe que sorri, mãe que chora

Mãe que abraça e afaga

Mãe presente, mãe ausente

Mãe do sagrado, mãe da luz

Mãe de Jesus e mãe nossa.

Mãe, simplesmente mãe.
Um Feliz Dia das Mães a todas aquelas que sabe a arte de ser mãe!!!

Beijos,
Eli Amorim.

2 comentários:

dra disse...

Ser mãe é chegar do trabalho e ganhar um beijo estalado e um abraço apertado.
Ser mãe é deixar louça suja na pia e ir assistir Pica Pau bem tranquila no sofá.
Ser mãe é aprender a comer direito pra dar o exemplo.
Ser mãe é ganhar um bom dia com um beijinho sonolento todo dia.
Ser mãe é dizer “Eu te amo” toda hora e achar que não foi clara o suficiente.
Ser mãe é sorrir quando se tem vontade de chorar.
Ser mãe é chorar, mas ter uma mãozinha acariciando seus cabelos.
Ser mãe é dar: amor, carinho, atenção, abraços, beijinhos, broncas, declarações de amor.
Ser mãe é receber tudo isso de volta. Em dobro.
Ser mãe é deixar de comprar uma bolsa nova pra comprar um tênis pro filhote.
Ser mãe é deixar de assistir novelas porque as cenas são muito pesadas pra uma criança de 3 anos.
Ser mãe é contar milhões de vezes a mesma história.
Ser mãe é ouvir outras milhões de vezes a mesma musiquinha.
Ser mãe é chamar quatro ou cinco vezes pro banho.

Ser mãe é difícil.

Mas ser mãe é MARAVILHOSO !

e ser mãe do Thiago... é um priivlégio !!

érica disse...

FELIZ DIA DAS MÃES PRA VCS...
MUITA SAÚDE, E QUE DEUS CONTINUE ABENÇOANDO CADA UMA...
Beijãooo

Related Posts with Thumbnails

Uma bolinha de sabão brilhando no céu!

Uma bolinha de sabão brilhando no céu!
Quando eu não mais existir,
Procure-me nas flores,
Eu serei o perfume daquela que você tocar.
Quando eu não mais existir,
Procura-me nas estrelas,
Eu estarei naquela que você olhar,
Quando eu não mais existir,
Procura-me nas noites frias,
Eu serei o orvalho que beija teus lábios,
Quando eu não mais existir,
Procura-me nos lagos,
Olhe e eu estarei na sua própria imagem para contemplá-lo,
Quando eu não mais existir,
Procura-me na escuridão da noite,
Eu serei o único raio de luz que como milagre surgirá para te iluminar,
Quando eu não mais existir,
Procura-me na chuva,
Para molhar teu rosto,
Quando eu não mais existir,
Procura-me nas bolinhas de sabão que surgirão nos céus,
E serei eu que vim até ti para fazer um carinho,
Quando eu não mais existir,
Procura-me no mar,
Eu serei as ondas que vem ao seu encontro para abraçar-te,
E para te dizer "estou aqui"
....Do seu lado...

Liga do bem... Faça parte você também!

;